Notícias


Corregedor do CNJ defende Justiça do Trabalho em encontro na Anamatra

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, destacou o papel imprescindível da Justiça do Trabalho na garantia dos direitos sociais, previstos na Constituição, e das leis trabalhistas. Ele participou do Conselho de Representantes da Anamatra, nesta quarta-feira (6), em Brasília. Martins também afirmou que o Poder Judiciário trabalhista é “totalmente viável” e contribui para o crescimento do país.

Ele ressaltou seu “apreço e admiração” pela Justiça do Trabalho, lembrando que seu substituto na Corregedoria do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) é o ministro do TST (Tribunal Superior do Trabalho), Aloysio Corrêa da Veiga. Martins afirmou ainda que é “totalmente contrário” a qualquer proposta de extinção da Justiça do Trabalho. O corregedor também manifestou sua posição contrária a diferenças de tratamento entre magistrados de ramos distintos do Poder Judiciário. E afirmou que “a magistratura é uma só”.

 



Mais Notícias



VOLTAR