Notícias


‘De Mão Dadas com a Cidadania’ encerra semestre em Niterói

Encenação teatral, dança, música, palestras, cartazes e apresentações variadas marcaram nesta quinta-feira (5), em Niterói (RJ), a cerimônia de encerramento das atividades semestrais do projeto “De Mãos Dadas com a Cidadania”, parceria entre a ANAMATRA (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho) e o Ministério Público do Trabalho (MPT).

A solenidade aconteceu no Colégio Estadual Aureliano Leal, com a participação de alunos, funcionários e professores de oito escolas da cidade, todas integrantes da rede de ensino do governo do Estado do Rio de Janeiro. A diretora-adjunta de Aposentados e Pensionistas da AMATRA1, Benimar Medeiros, conta que o “De Mãos Dadas com a Cidadania” é resultado da união dos programas “Trabalho, Justiça e Cidadania”, da ANAMATRA, e “Ministério Público do Trabalho na Escola”, do MPT. Ela é também coordenadora do “Trabalho, Justiça e Cidadania” no Estado do Rio.

“O ‘De Mãos Dadas com a Cidadania’ é um programa nacional criado pela ANAMATRA com o objetivo de aproximar o juiz da sociedade e ensinar noções básicas de Direito aos jovens, de maneira lúdica”, explicou a dirigente da AMATRA1, presente à cerimônia.

De acordo com Benimar Medeiros, como parte do “De Mãos Dadas com a Cidadania”, foi elaborada uma cartilha em forma de gibi, com personagens. A cartilha foi distribuída a alunos de escolas da rede estadual. Nesta sexta-feira (6) haverá a cerimônia de encerramento semestral do projeto nos colégios estaduais de Petrópolis (município na Região Serrana Fluminense).

“Todo o Direito é explicado de modo simples, com linguagem acessível aos jovens”, acrescentou ela, a respeito do gibi.

Também esteve no Colégio Aurelino Leal o procurador-chefe do MPT no Estado do Rio, Fábio Goulart Villela. Ele enalteceu o “De Mãos Dadas com a Cidadania”.

“O projeto é fundamental porque, além do caráter educativo, forma cidadãos. Nossa ideia é trabalhar na formação desses jovens, para que façam parte de uma geração de indivíduos esclarecidos”, esclareceu Villela.

As apresentações emocionaram as cerca de 50 pessoas que lotaram o auditório da escola. Um dos destaques foi Matheus Serafim, de 18 anos, aluno da Escola Estadual José Bonifácio. Ele desenhou em cartolina a imagem de um patrão que manipula seus empregados como se fossem marionetes. “Fico muito alegre em participar do projeto”, disse Serafim.

AMATRA1 participa de culminância em Nova Iguaçu

No dia anterior, nesta quarta-feira (5), a AMATRA1 também participou de outra culminância do projeto “De Mãos Dadas com a Cidadania”. O diretor de Aposentados e Pensionistas da AMATRA1, Jorge Lopes, visitou o CIEP Alberto Pasqualini, em Nova Iguaçu. O evento contou com apresentações de trabalhos, poesias e até standup comedy realizados pelos alunos sempre com temas relacionados ao Direito do Trabalho. Já o magistrado palestrou sobre temas como o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

“É nossa responsabilidade transmitir conhecimento sobre Direito do Trabalho e sobre o ECA. Eu explico para eles sobre a proibição do trabalho do menor e a importância do estudo. Muitos jovens começam a trabalhar cedo. É uma realidade que não podemos esquecer. Mas o que tento transmitir para eles é a importância de não abandonar a escola e se manter sempre estudando”, contou Jorge Lopes.



Mais Notícias



VOLTAR