Notícias


Desembargador Eduardo Von Adamovich defende Justiça do Trabalho em sua posse

O desembargador Eduardo Von Adamovich teve a posse ratificada em sessão solene, nesta quinta-feira (29), no TRT-1 (Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região). A cerimônia foi conduzida pela vice-presidente do Tribunal, Rosana Salim Villela Travesedo, no Plenário Délio Maranhão.

Em seu discurso de posse, Von Adamovich fez uma defesa do Direito e da Justiça do Trabalho. Ele destacou o papel fundamental deste ramo do Poder Judiciário na pacificação das relações de trabalho e afirmou que a extinção ou fusão com a Justiça comum não terá nenhum benefício.

“Sujeitar as lides desta seara aos rigores do Direito comum, com efeito, não trará satisfação a nenhum dos dois pólos da relação de trabalho, contribuindo provavelmente para aumentar a insegurança jurídica e tornar ainda mais litigiosa as relações entre eles. Com efeito a obra da Justiça do Trabalho não pode ser ignorada e se há descontentamentos eles são mais com a eficiência da sua atuação do que qualquer outra coisa.”

A vice-presidente da AMATRA1, Adriana Leandro de Sousa Freitas, representou a entidade na sessão. Ela afirmou que a presença de Von Adamovich no 2º grau do TRT-1 anima os demais magistrados na luta em defesa da Justiça do Trabalho e ressaltou a experiência do novo desembargador.

“Não deixe que os afazeres de desembargador o afastem do convívio e da troca com os colegas do 1º grau. Sem dúvida, a sua experiência precisa ser levada aos mais novos e um pouco da crença dos mais novos precisa ser levada aos mais experientes.”

Juiz modelo

O desembargador Gustavo Tadeu Alkmim foi o responsável por fazer a saudação a Von Adamovich. Ele destacou a sólida experiência e formação acadêmica, e convocou o novo desembargador a defender o Direito e a Justiça do Trabalho.

“Adamovich chega em boa hora nesta 2ª instância. Hora de cerrar fileira e abraçar a Justiça do Trabalho. Ela que tem sido alvo de tantos ataques por parte de setores conservadores e reacionários, que, ao fim e ao cabo, almejam fragilizar – ainda mais! –  o sistema protetivo do Direito do Trabalho. Hora de lutas, Adamovich! A Justiça do Trabalho está no canto do ringue!”

Ainda em seu discurso de saudação, Alkmim mencionou o conto “Juiz Modelo”, do escritor russo Liev Tolstoi, para elogiar a capacidade intelectual e as qualidades do Von Adamovich.

“Juiz discreto, que não se deixa seduzir pelas luzes da ribalta, é visto apenas em eventos acadêmicos, e não e mostra ávido pelos holofotes midiáticos ou mesmo corporativos. Traz em si uma trajetória profissional frisada pela independência e, no ofício de julgar, revela, como o modelo de Tolstoi, ser uma intérprete que diz o Direito no caso concreto percebendo as singularidades dos envolvidos na lide. Independência e ponderação são as marcas de Eduardo Von Adamovich”, finalizou.

Eduardo Von Adamovich ocupa a vaga decorrente da aposentadoria da desembargadora Vólia Bomfim Cassar. Ele foi promovido pelo critério de merecimento, após ser incluído na lista tríplice pela terceira vez consecutiva. Desta forma, Von Adamovich se enquadrou na hipótese prevista no artigo 93, inciso II, alínea “a”, da Constituição Federal. O dispositivo prevê a obrigatoriedade de promoção para o juiz que “figure por três vezes consecutivas ou cinco alternadas em lista de merecimento.”

Von Adamovich

Eduardo Henrique Raymundo Von Adamovich era juiz titular da 77ª Vara do Trabalho até ser promovido. Ele ingressou no TRT-1 como juiz substituto em abril de 1993. Foi promovido à titularidade em junho de 1995 e atuou em varas do Trabalho da Região Metropolitana. Desde 2014, passou a ser convocado para o 2º grau.

O magistrado é doutor em Direito pela USP (Universidade de São Paulo), professor-adjunto da Faculdade de Direito da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), titular da Cadeira 36 da Academia Brasileira de Direito do Trabalho e membro do Instituto Brasileiro de Direito Processual e de outras instituições.

 



Mais Notícias



VOLTAR